Paula Becker Dermatologista

Tratamento

Laser

Laser

Laser é a sigla em inglês para “Light Amplification by the Stimulated Emission of Radiation” que significa luz amplificada por estimulação e emissão de radiação. Laser produz intenso feixe de luz que viaja em uma direção. Podendo agir por vaporização e/ou remoção do tecido da pele para melhorar rugas, cicatrizes e manchas, vedar vasos sanguíneos ou cortar tecidos.

O laser tem a capacidade de produzir feixes de luz com cores específicas, que podem variar de acordo com a intensidade e duração de pulso. Os novos sistemas de laser se tornaram extremamente precisos e seletivos, o que proporciona resultados mais eficazes e seguros. O comprimento da onda e a potência do laser ou da Luz Intensa Pulsada (LIP) determinarão uma aplicação médica. O LIP, por exemplo, de amplo espectro, é indicado para tratar vasos sanguíneos e pigmentação.

O cirurgião dermatológico pode escolher um tratamento a laser com o intuito de melhorar os resultados da terapia; reduzir os riscos de infecção; por causa da ausência de sangramento; o laser pode ser usado como uma alternativa para o bisturi, em alguns casos; causa menos cicatrizes; e é uma cirurgia ambulatorial, eficaz em muitas doenças.

REJUVENESCIMENTO: o laser pode ser usado para tratar falhas estéticas, como rugas, cicatrizes de acne, envelhecimento e pele danificada pelo sol. A camada de pele em que estão as rugas, cicatrizes, manchas é danificada e vaporizada, dando espaço para que uma nova camada de pele se forme. Uma das vantagens mais significativas do laser é que o tratamento quase não sangra. O processo também oferece maior controle da profundidade de penetração na superfície da pele, permitindo maior grau de precisão e segurança no caso de zonas delicadas.

O laser pode ser usado no rejuvenescimento para melhorar linhas finas, rugas e linhas de expressão do rosto; melhorar a aparência da pálpebra, dos pés de galinha e da região ao redor dos olhos; remover manchas e irregularidades na pele; melhorar e nivelar cicatrizes; melhorar o tônus da pele. Além disso, também pode ser usado para remover pelos e tatuagens indesejados.

PROFISSIONAL: O cirurgião dermatológico é o profissional mais indicado. Ele conhece as técnicas mais adequadas e possui experiência neste tipo de tratamento. Foram também os primeiros profissionais a usar o laser para renovação celular da pele e tratar doenças.

TRATAMENTO: O desconforto é moderado e o cirurgião dermatológico pode aplicar loções anestésicas na região para diminui-lo. Após o procedimento a pele fica bem vermelha e é preciso mantê-la úmida com pomadas e curativos cirúrgicos, durante os primeiros dias. É importante manter-se longe de raios solares até a completa cicatrização do local, e depois usar filtro solar durante todo o dia e cobrir a área se sair ao sol. Maquiagem só pode ser usada depois de 14 dias.

COMPLICAÇÕES: Complicações significativas são raras e o risco de cicatriz é baixo. O laser de CO2 pode causar perda da pigmentação. Os efeitos colaterais mais comuns são formação de “casquinhas”, leve inchaço temporário, vermelhidão.

 

Fonte: SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia