Paula Becker Dermatologista

Tratamento

Dermoabrasão

Dermoabrasão

 

Consiste no lixamento da pele para correção de alterações da sua superfície, como cicatrizes ou asperezas. Pode ser feito manualmente ou com uso de aparelhos dermoabrasores (pequenas lixadeiras de alta rotação, semelhantes a um esmeril). O procedimento necessita de anestesia prévia e pode ser realizado no consultório ou ambiente hospitalar, de acordo com as necessidades de cada paciente.

Um de seus usos mais frequentes é no tratamento de cicatrizes de acne. Também é utilizado para correção de bordas elevadas em cicatrizes cirúrgicas e para tratamento de manchas solares (micro dermoabrasão). Outra utilidade da dermoabrasão é o tratamento de estrias.

Após o procedimento, há vermelhidão e inchaço da pele, com formação de crostas nas áreas abrasadas e vizinhas. Essa vermelhidão é normal e esperada e pode persistir por algumas semanas após o procedimento. O colágeno continua a sofrer remodelamento até 6 meses após procedimento e é isso que dará uma melhora global na textura da pele. Esse colágeno é que será o responsável pelo preenchimento de rugas e cicatrizes, porém é preciso saber que a necessidade de retoques deverá ser reavaliada constantemente.

É importante seguir as recomendações médicas de evitar a exposição solar e utilizar filtros físicos e químicos após o procedimento para evitar o risco de manchas na pele.

 

dermoabrasao1 dermoabrasao2 dermoabrasao3

 

Fonte: SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia